# 3- Refletindo e repetindo

Agradeço desde já a paciência e atenção de todos por se disporem a ler meus DESABADOS, sei que escrevo muita coisa e prometo tentar escrever menos, eu disse que prometo TENTAR, mas “como em mim habita o querer porem não o efetuar” não posso garantir!!!!! Textos fora de contexto e brincadeiras à parte, vamos que vamos!

Esse é meu terceiro texto, e quero falar sobre algo que muitos de nós nunca parou para pensar ou pensou e nada concluiu. Tenho por certo que muitos nunca nem sem interessaram em saber ou pensar nisso, mas por esses, somente posso orar!


Como podemos notar no título do texto, hoje quero meditar e refletir com os irmãos sobre uma pergunta.

Qual o sentido da vida?

Todos possuem o direito de discordar de mim e eu até to acostumado com isso, mas como todos sabem, eu falo o que penso e tento vigiar para não ofender nem espalhar e muito menos dividir, até porque a minha intenção é tão somente fazer o povo pensar, mesmo que depois seja eu tido como herege, afinal uma coisa que tenho visto no nosso meio “evangélico” é que a grande massa desaprendeu ou nunca nem aprendeu a usar o dom magnífico do intelecto e simplesmente engole tudo que ouvem dos púlpitos. Muitas das coisas que tenho ouvido de todos os cantos do país são palavras duras de se ouvir-engolir-aceitar. São duras de mais e isso não por serem alimento sólido, mas sim por serem verdadeiros pedregulhos! As pedras mais duras e rígidas do mundo! As pedras de tropeço, que fazem o povo de Deus cambalear e agir como meros robôs programados ou marionetizados, apostolicamente manipulados.

É bem verdade que com os afazeres-trabalhos-tribulações-dívidas-problemas-etc diários, que Jesus chama de “Mal de cada dia”, temos tido pouco ou nenhum tempo para refletir sobre o sentido da vida e o que realmente importa ou como Jesus chama “Reino de Deus e sua justiça”. Digo mais! Nosso egoísmo e nossas angustias ansiosamente aterrorizantes tem nos impedido de sequer desejar entender o real sentido da NOVA VIDA.

Nossas igrejas estão cheias de crentes que pensam e oram por todas as “áreas” de suas vidas, que querem prosperar “espiritualmente falando” e que por causa disso se envolvem em todo tipo de corrente, propósito, vigília e campanha de ofertas ousadas!

A culpa de não pensarmos no sentido real da vida não é totalmente nossa, mas também da “Igreja” que mais uma vez perde a oportunidade de ser sal da terra e luz do mundo por não poder perder a oportunidade de recrutar novos sócio-atletas para seu hall de membros-contribuintes.

O “evangelho” pregado em boa parte do país tem sido aceito por muitos, pois se encaixa nas necessidades gerais do povo. Não estou sendo apocalíptico e nem estou generalizando, tenho contato com irmãos de Norte a Sul do País e o que tenho visto, é um evangelho que ensina o que é amor, mas não ensina a amar, ensina o que é perdão mas não ensina a perdoar, ensina que somos pecadores mas não ensina a viver e depender da Graça como rebeldes perdoados amados e favorecidos por Deus!

"Como administrar as finanças de forma sobrenatural obtendo retorno imediato do Divino?"
"Como achar a pessoa certa pra casar?"
"Como ser feliz nessa vida?
"

São questões como essas que inundam o pensamento “evangélico” dos crentes de hoje, e por que não dos de ontem e dos de amanha? Afinal como dizia Salomão, tudo se repete e tudo é um ciclo. Os crentes de hoje são como os de Jerusalém de mais de 2000 anos atrás, e estes eram, segundo Jesus, iguais a geração de Noé!

“Uma geração que só pensa em comer e beber, casar-se e dar-se em casamento”

As vezes parece que não existe mais saída! E as vezes parece que nada vai mudar! Realmente ao decorrer da história, as gerações de crentes sempre tiveram dificuldade em refletir, entender, viver e ensinar o verdadeiro sentido da vida, e principalmente da NOVA VIDA.

Para muitos de nós hoje, NOVA VIDA seria apenas mais uma igreja! E tenho visto muitas igrejas rotuladas hoje, eu invoco aqui ( com minhas palavras) uma reflexão confrontadora que um ministro de Louvor da Sara nossa terra fez durante um culto:

Muitas igrejas são reconhecidas por características visíveis! Igreja do Fogo, Igreja do Gelo, Igreja do Poder, Igreja da Família, Igreja da vitória etc, mas não temos visto a Igreja do Amor!

Nesse momento eu verdadeiramente consigo chegar ao “X” da questão.

O AMOR!

Esse é o real sentido da vida! O Amor! Parece simples e repetitivo? Sim! E como Paulo eu digo que não me canso de repetir a mesma coisa!

O AMOR! O AMOR! O AMOR! O AMOR! O AMOR!

Deus amou o mundo de tal forma que deu por ele o seu filho amado, e somente o deu devido ao amor que tinha por Ele. Deus ama tanto Jesus, que quando teve que oferecer algo como prova de amor ao mundo, ele ofereceu Jesus, que era o que ele tinha de melhor e sublime, o mais amado!

Jesus nos amava tanto que como diz a bíblia, ele amou seus amigos até o fim! O Espírito Santo nos ama tanto que se submete a orar por nós e nos guiar mesmo quando pecamos contra Deus!

Eu estou tentando escrever menos, mas quando começo a falar de Amor eu me empolgo! Mas o amor quando falado é romântico porém vazio! Ele deve ser vivido! Por isso nossas “igrejas” são divididas, porque não sabem amar e suportar diferenças por causa do amor!

O Real sentido da Nova vida não é buscar ser abençoado, mas é entender que é amado, para então poder amar! João se dizia "O discipulo mais amado" e quando lemos isso achamos que isso era verdade, enquanto o que ele queria nos ensinar é que devemos entender o amor de Cristo por nós de tal forma que venhamos a nos sentir como as pessoas mais amadas do mundo!!! É paixão e amor constantes e auto-renovadores! Amor transbordante e entusiasmante.


EU SOU O MAIS AMADO!!!!



Qual o sentido da vida?

Amar e viver amando!

Lamento em dizer que se você não entende isso, você talvez não tenha sido liberto, ou então esteja como Pedro quando solto do cárcere pelo anjo, não sabia se estava acordado ou dormindo.

Desperta ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo te iluminará! E sereis luz do mundo e sal da terra, que ilumina pelo Brilho do amor tempera pela liberdade e misericórdia fraternal.

Muitos dizem ter o “conhecimento da verdade”, conhecimento este que só se manifesta através de uma vida de amor. Sendo estes, quando não amam, mais ignorantes do que os que “não conhecem a verdade”, pois de fato os "conhecedores" manifestam com suas vidas não conhecerem de fato verdade nenhuma que liberta, mas sim a “verdade” que aprisiona e submete a jugo, que no caso, quando ensinada em nome de Jesus, deixa de ser verdade e vira a maior e mais demoníaca de todas as mentiras!

Como um bom conjurador, conjuro as sábias palavras de Paulo para deixar um recado:

"Revestí-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de coração compassivo, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade,suportando-vos e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como o Senhor vos perdoou, assim fazei vós também.E, sobre tudo isto, revestí-vos do amor, que é o vínculo da perfeição."

Levando em consideração que Paulo é um pouco complicado de se entender as vezes, conjuro palavras mais simples, enunciadas e proclamadas pelo verbo, que melhor do que ninguém, sabe se fazer entender!

"Ouvistes o que foi dito: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.

Eu, porém, vos digo: amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem;Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros.Como o Pai me amou, assim também eu vos amei; permanecei no meu amor.
Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.
Pai, eu lhes fiz conhecer o teu nome, e lho farei conhecer ainda mais; para que haja neles aquele amor com que me amaste, e também eu neles esteja.
Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas."


As palavras quando tem amor, nem precisam ser explicadas e seu autor nem precisa ser identificado, pois tudo que procede do amor, verdadeiramente só pode ter um autor, aquele que era, que é e que sempre será AMOR!



Graça e paz para todos! Graça que vem do amor e paz quando nos sentimos amados!


Nota: Não citei as referências bíblicas para exercitar sua leitura e para faze-lo procurar em casa, mas se preferirem, notifiquem-me e eu as colocarei nos próximos textos

  1. gravatar

    # by kika - 28 de maio de 2007 15:06

    muito bom o blog menino! adorei! =)
    e to sempre na expectativa de abri-lo e ve uma mensagem sobre "leis" =P
    constantes duvidass aff
    bom..depois comento mais... ta tarrrde! bjks

  2. gravatar

    # by PEP - 12 de junho de 2007 13:53

    Kikinha minha irmazinha!

    Textos sobre lei, so se for pra condenar, pois a lei só serve pra isso, para nos mostrar que não temos a menor chance de sermos absolvidos por nossos pecados!!!

    Amo vc amiga!!! volta logo hein