# 14 - Domingo monstruoso com Tito

" nós pregamos a Cristo crucificado, que é ESCÂNDALO para os judeus, e loucura para os gregos,"
(1CO 1:23)

Escrevi este texto numa tarde de domingo, onde as tentações e paixões carnais tentaram me devorar como um monstro, no interior do meu pequeno quarto. Em um esforço contra a queda iniciei uma leitura desesperada de Jó, mas notei que isso nada adiantaria contra as trevas que me cercavam.

Peguei então meu telefone e liguei para uns irmãos na tentativa de me encontrar com eles, confessar pecados e obter algum dom de misericórdia através de suas orações. Porém ninguém atendia do outro lado da linha telefônica e a luta ficava mais desigual.

Angustiado pela cobiça tentadora que me atraia para o pecado como a suave correnteza que conduz à brusca queda d’água, não tive outra opção. Eu tinha que buscar em Deus consolo. Afinal, como poderia eu vencer de mim mesmo em uma luta onde eu estava buscando a derrota mais que a vitória? Eu parecia um monstro faminto devorando a si próprio.

Como eu poderia vencer ao eterno dilema Paulino que eu chamo de momento Romanos 7 ? Creio que todos nós passamos por momentos onde gritamos silenciosamente na eternidade pedindo socorro devido ao medo de nós mesmos!

Existem momentos onde realmente olhamos para dentro de nós e falamos “ ...eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.(...) Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?”

Foi nesse momento onde eu dava por certa a minha queda e derrota, diante de mim mesmo na minha solidão testemunhada por principados e potestades, que decidi voltar para a leitura da bíblia antes de morrer de fato! Tito me veio à cabeça e iniciei a leitura e logo depois iniciei a redação deste texto, que veio a manifestar em mim uma súbita e monstruosa metamorfose.

Fui interrompido por meu telefone tocando e fazendo-me ouvir vozes santas de irmãos abençoados em grande alegria. Ali eu notei que a tentação estava derrotada e mais uma vez a morte fora atropelada pela vitória.

Triunfante eu me alegrei. Não como o guerreiro após uma batalha vencida, mas como o condenado à morte que obtém misericórdia diante do seu executor. Pude sentir na carne o que Dostoiévski sentiu ao ser poupado pelo Czar no momento de sua execução.

Ao exemplo do famoso escritor Russo que se apoderou da mortalha como uma lembrança do seu livramento, eu também me apoderei de Tito como a minha lembrança de livramento. Tito foi a minha mortalha santa que eu iria usar apenas para morrer sem sentir dor.

Neste ponto eu começo a compartilhar aquilo que vivi em Tito e o que aprendi nesse domingo de leitura descomprometida e desesperada. Não se assuste comigo e não me julgue mal, pois é sou um “monstruoso” filho de Deus que nada mereço, mas clamo por sua graça e misericórdia.

Lendo como um desesperado eu redescobri que Tito era um jovem grego, muito estimado por Paulo. Embora seu nome não seja mencionado em atos e tão pouco uma missão de Paulo em Creta, mas isto fica claro na carta de Paulo a Tito.

Tito havia recebido uma difícil missão. Conduzir o ministério da palavra na ilha de Creta e conservar a obra iniciada por Paulo. Além disso, Tito devia escolher com cuidado os presbíteros e obreiros das igrejas com critérios éticos e morais bem rigorosos.

Tito, em especial, era muito querido por Paulo. Na segunda epístola de Paulo aos Coríntios fica claro como a presença ou ausência de Tito abalava o humor de Paulo.

"Não tive descanso no meu espírito, porque não achei ali irmão Tito; mas, despedindo-me deles, parti para a Macedônia."
(2CO 2:13)


"Mas Deus, que consola os abatidos, nos consolou com a vinda de Tito."
(2CO 7:6)


Timóteo tem sido talvez o exemplo de Jovem Cristão mais conhecido em nossas igrejas e usado em sermões voltados para a mocidade. Todavia, numa tarde atribulada meus olhos se abriram para Tito.

Após a breve leitura desta pequena epístola, comecei a estudar superficialmente Tito. E percebi como um jovem como eu, cheio de paixões carnais e desejos pecaminosos, poderia se tornar uma benção de Deus e cumprir o chamado de Paulo para o imitarmos assim como ele imitou o Senhor.

Estudar Tito me fez voar para Corinto e me fez ver o quanto Paulo esperava que Tito fosse um exemplo lá. Como ele gostava de dizer aos jovens, “Obreiro aprovado e Padrão dos fiéis”.

Ao notar o carinho especial de Paulo por Tito, eu comecei a tentar traçar características deste jovem Grego, que poderiam me ajudar a me moldar no Senhor, ou melhor, ser moldado pelo Senhor na sua palavra. Afinal o simples fato de lermos e termos mudanças em nossas vidas, já significa que o Senhor operou em nós, pois quantas vezes lemos e nada acontece?

Em meio a lutas, e como Paulo diz “tristezas segundo Deus”. Vejo Tito sendo um exemplo de espírito agradável, alegre e pessoa cativante, que atua naturalmente no consolo e fortalecimento do moral grupal de seus irmãos. Pessoa apaixonante; Eu quero ser assim Senhor!

"Por isso temos sido consolados. E em nossa consolação nos alegramos ainda muito mais pela alegria de Tito, porque o seu espírito tem sido recreado por vós todos."

(2CO 7:13)

Vi ainda no capitulo 8 da segunda epístola aos Coríntios que muitos irmãos foram citados por Paulo como sinceros, zelosos e generosos no tocante a graça de ofertar. E nesse contexto Paulo elogia Tito por ter atendido a exortação feita por ele e ter levado a serio o zelo devido aos irmãos. Indo além, ao dizer que Deus colocou no coração do jovem Tito o mesmo desejo. Eu quero ser assim Senhor!

"de maneira que exortamos a Tito que, assim como antes tinha começado, assim também completasse entre vós ainda esta graça."
(2CO 8:6)


"Mas, graças a Deus, que pôs no coração de Tito a mesma solicitude por vós;"(2CO 8:16)

Paulo ainda debate com os Coríntios sobre a idéia que alguns tinham de que ele era explorador, então se defende dando uma aula de como se deve fazer a obra mesmo sem dinheiro dos fiéis! E nesse contexto ele menciona como Tito aprendeu dele como se faz. Tito assim como Paulo, não contou e nem queria um centavo dos irmãos que estavam sendo ministrados. Eu quero ser assim Senhor!

"Exortei a Tito, e enviei com ele o irmão. Porventura Tito vos explorou? Não andamos porventura no mesmo espírito? Não seguimos as mesmas pegadas?"

(2CO 12:18)

Esse texto não foi um desabafo polêmico, mas o que aprendi numa provação. E uma confirmação da veracidade do texto de Paulo que diz que tudo coopera para o nosso bem!

Esse texto me apresentou um modelo de jovem de Deus, que é honesto, alegre, intenso, generoso com a obra, ofertante feliz, que oferta sem dela esperar colher nenhum centavo de volta.

Esse texto me fez ver que tudo isso aconteceu no coração de Tito por ele ser um grego que recebeu instrução de Paulo. O que isso tem a ver? Onde eu quero chegar?

Que a criação grega que incentivava o pensar livre de dogmas e regras pesadas em conjunto com o evangelho de Paulo firmado na Maravilhosa Graça de Deus, criaram um “monstro“ de Deus. Nem mesmo os costumes pecaminosos e libertinos dos gregos resistiram ao poder da Graça.

"Um dentre eles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, glutões preguiçosos.
Este testemunho é verdadeiro. Portanto repreende-os severamente, para que sejam são na fé,"

(Tt 1:12-13)

Paulo com sua pregação contra regras-leis-sistemas-dogmas que agem contra a graça de Deus acabou criando “monstros” como Tito, Timóteo e outros. Jovens de Deus!

Jovens que pensam, crêem e confiam na mente de Cristo que os guia através do Espírito santo a toda verdade. Afinal a palavra de Deus é a verdade.

Jovens que diante a tentação de explorar e extorquir, optam por doar e ofertar! Pois sabem que aquEle que cuida das aves do céu e dos lírios dos campos há de cuidar muito mais deles.

É esse tipo de “monstro” que quero ser. E quero meus filhos “monstruosos” também, embora alguns me critiquem por afirmar que não deixarei igreja criar-educar meus filhos nem neurotiza-los com regras e sistemas.

Nesse domingo de trevas, eu fui agraciado com a revelação do exemplo de Tito. Um “monstro” que muito me inspira. E eu entendo como ele foi moldado e sei que nesse domingo Deus me moldou mais um pouco, fez de mim mais “monstruoso” para o paganismo e para a fé barganhista de muitos.

Espero eu que a leitura de Tito e do meu texto, também edifique sua vida. Eu entendo que o que Paulo ensinou para Tito foi algo “monstruosamente” capaz de mudar um grego em um verdadeiro hebreu, e passo agora a relembrar a todos nós o que foi que Paulo disse a Tito que fez dele quem ele foi...Um “Monstro” de Deus!

"Tudo é puro para os que são puros, mas para os corrompidos e incrédulos nada é puro; antes tanto a sua mente como a sua consciência estão contaminadas.
Afirmam que conhecem a Deus, mas pelas suas obras o negam, sendo abomináveis, e desobedientes, e réprobos para toda boa obra."

(1:15-16)

"Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra integridade, sobriedade,linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário se confunda, não tendo nenhum mal que dizer de nós."

(2:7-8)

"Porque a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos os homens,ensinando-nos, para que, renunciando à impiedade e às paixões mundanas, vivamos no presente mundo sóbria, e justa, e piedosamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus,que se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo todo seu, zeloso de boas obras.Fala estas coisas, exorta e repreende com toda autoridade. Ninguém te despreze."

(2:11-15)

"Porque também nós éramos outrora insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias paixões e deleites, vivendo em malícia e inveja odiosos e odiando-nos uns aos outros.Mas quando apareceu a bondade de Deus, nosso Salvador e o seu amor para com os homens, não em virtude de obras de justiça que nós houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou mediante o lavar da regeneração e renovação pelo Espírito Santo, que ele derramou abundantemente sobre nós por Jesus Cristo, nosso Salvador; para que, sendo justificados pela sua graça, fôssemos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna."

(3:3-7)

Após a leitura desses versos de Paulo ao amigo Tito, eu entendo como a verdade verdadeiramente liberta! E finalizo o meu texto com um verso que não só é uma ordem aos Titos, como também um incentivo a pratica das boas obras.

"Fiel é esta palavra, e quero que a proclames com firmeza para que os que crêem em Deus procurem aplicar-se às boas obras. Essas coisas são boas e proveitosas aos homens."
(3: 8)

Essa é a minha mortalha, sempre lembrarei dela no dia da angústia.
Sempre lembrarei da Graça de ouvir uma santa voz de um irmão e vencer um mal, ou de lembrar de outros que mesmo estando longe, estão muito próximo e me sentir abraçado pelo próprio Deus.

A Graça que se manifestou salvadora na cruz foi revelada a Tito e a todos os Titos e “monstros” que a Graça criou e criará. Para que todos sejam firmes, corajosos, amigos, unidos, graciosamente fiéis.

A Graça escandaliza a muitos ainda hoje e os seus “monstros”, os filhos da Graça, Também são repudiados pelos crente-cretenses-descrentes, mas isso não é problema, pois como dizia o profeta: cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, glutões preguiçosos.

Esta foi mais uma vitória conquistada em nome do Senhor, através da palavra que pela unção do Espírito Santo me faz entender que graça é ser monstruosamente livre e vivo em Cristo!

Esse texto é fruto da minha luta contra o pecado, luta que somente venci por que Deus assim me permitiu, de forma que não escrevo para vos outros, mas para mim mesmo! Como memorial e altar erguido ao Senhor no local da minha vitória onde monstruosamente ele operou maravilhas.

Graça, coragem, fé e metamorfose para todos.


PEP

  1. gravatar

    # by Camiseta Personalizada - 9 de agosto de 2007 16:11

    Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Se você quiser linkar meu blog no seu eu ficaria agradecido, até mais e sucesso.(If you speak English can see the version in English of the Camiseta Personalizada.If he will be possible add my blog in your blogroll I thankful, bye friend).

  2. gravatar

    # by Thiago - 13 de agosto de 2007 16:48

    Seu texto me edificou bastante, mesmo porque também gosto muito de Tito, tanto que penso em colocar o nome do meu filho assim, já te disse...hehehe...
    Desta vez você foi mais informal em suas palavras e ficou de forma clara o entendimento...com exceção de alguns parágrafos...
    Paz e Graça redentora e salvífica sobre a tua vida...eleito, santo e escolhido desde antes da fundação do mundo, cujo nome está desarolado no livro da vida...
    Abraço.
    Thiago.

  3. gravatar

    # by Éverton Vidal - 23 de agosto de 2007 17:41

    Texto monstruosamente interessante
    :)

    Paz e Graça PEP!

    Abçs.
    Inté!